• poesias

    Sem sentido

    Visão, tato, olfato, paladar e audição Cincos sentidos acrescidos de uma percepção Que identificam, seja para o bem ou mal Se existe, entre duas almas, uma conexão. É preciso querer se permitir Viver todos os sentidos com intensidade E no outro descobrir, a verdade Escondida dentro de si. Somos bilhões de seres errantes Em busca de um sentido para viver Buscamos no outro afeto, prazer E esquecemos de nós Sem nos perguntar o que queremos Sem nos olharmos, sem nos ouvirmos Sem nos tocarmos ou sentir o gosto Nem cheiros, nem nada, nem nunca Vivemos, sem sentido.

  • poesias

    O TEMPO

    O tempo, esse agente inexorável, segue em frente e deixa para trás todas as nossa memórias, pegadas e rastros que vão sendo apagados pela ação dele, o tempo…. A saudade é uma constante; as lembranças, também. De vez em quando, me pego voltando ao passado e aos momentos. Os bons.

  • poesias

    Realidade Entorpecente

    A policia invade morros, desaloja bandido, esculacha geral A vila que era cruzeiro se transformou numa cruzada contra o mal Depois veio o Alemão, um quartel general, de onde fugiram como ratos Pelos esgotos, como dejetos, ficamos todos perplexos, porque viviam abjetos De uma sociedade plural, sem moral, mas esbanjando uma luxúria sem igual. Toneladas de entorpecentes, milhões de dinheiro, milhares de mortes Tudo em proporção exagerada, de uma sociedade refém e privada Dos mais primários direitos, de ir e vir, de respeito a uma vida digna Uma sociedade ferida de morte, esperando por um norte, um horizonte Que lhe devolvam aquilo que é seu, mesmo sem saber o quanto…

  • poesias

    Indo ao seu encontro

    Quando as coisas começam a ficar escuras Simplesmente é porque buscas a escuridão Se afaste das sombras que encontrarás a luz Se aproxime da verdade que negarás a ilusão Escute seu coração porque ele ouve o seu âmago Alguns buscam respostas e encontram mais dúvidas Eu busco Deus e encontro a mim mesmo E você sabe de verdade o que procuras? O que precisamos é de boas perguntas Para que as respostas sejam aquilo que procuramos.

  • poesias

    Copie, cole, rasgue e descarte

    Copie e cole Passagens que marcaram sua vida Saudade de quem se foi Presença de quem se ama Lembranças de uma criança Alegrias e Esperanças Rasgue e descarte Tudo que te faz infeliz Ingratidão de quem te traiu Desilusão por quem se amou Esquecimento a quem ajudou Tristezas e Decepções Faça acontecer Tudo que marcou sua vida Saudade de quem te ajudou Lembranças dos que te amaram Esquecimento de quem te traiu Sonhos e Realizações

  • poesias

    1000 amigos

    Nunca é demais tê-los em abundância Sabendo respeitar suas diferenças Procurando encontrar algumas semelhanças Eles aparecem para nós Tal como o fiel da balança. Estão presentes em nossas vidas Mesmo que sejam anônimos e virtuais Ter amigos acredite, nunca é demais. Dividimos com eles nossas tristezas Compartilhamos alegrias e incertezas E se a vida parece ser só dureza Eles nos mostram a sua beleza. Se um dia quis ter um milhão Nunca pensei que fosse dinheiro Porque a riqueza pode acabar A doença seu corpo invadir E tudo ao redor desmoronar Mas se tiveres apenas um amigo Ele ficará para sempre o seu lado E jamais te abandonará.

  • poesias

    Que venha a primavera!

    Noites frias Meus pensamentos vagam Lá fora o ar gelado de Curitiba A lareira esquenta o corpo Minha alma sente frio Meu copo está vazio. Minhas mãos sem as suas São como duas estradas paralelas Elas nunca se encontram Mas eu desejo ter ver de novo Será como ver os sol nascendo Num horizonte sem fim Enfim, quem sabe um final feliz Tudo é possível para quem ama Será que é tarde? É inverno nos meus dias E verão no meu coração Amar você é esquecer do outono Desejando te encontrar numa primavera.

  • poesias

    Apenas um sorriso

    Ando pelas ruas Pessoas apressadas Mãos nos bolsos Olhos no chão Na calçada, um pedinte Na esquina, um assaltante Ninguém percebe os dois Mas, ambos se olham Eu sigo a multidão Evito qualquer contato Fecho vidros, cerro dentes Uma criança se aproxima Quer vender alguma coisa Não sei o que lhe digo Não tenho nenhum trocado Não quero ser seu amigo Coloco a mão no bolso Mas ela disse apenas “não precisa. Obrigado, tio” E me deu, de graça, um sorriso.

  • poesias

    Per Doa-me

    Perdoar Gesto tão nobre, tão sublime, contudo raro Estender a mão, compreender sem cobrar Ser o outro, entender sua razão Por que é tão difícil, por que dizemos não? Perdão Parece ser você quem cedeu, quem perdeu Quem recuou, quem vacilou Na verdade foi você quem venceu Porque semeou a paz e o amor Perdoando Você aprende quanto tempo você perdeu Contra si mesmo, numa guerra inglória Sem vencidos, sem vencedores, sem história Cuja maior vitória é receber um sorriso meu. Perdoe-me Contudo te peço, agora entendo seu gesto Você jamais recuou, foi além, avançou Ao encontro do entendimento; eu lamento Prometo devolver-lhe esse tempo, doando o meu amor Afinal,…

  • poesias

    Folhas de um outono

    Solidão a dois dói como viver numa prisão É como perceber o outro sem poder tocá-lo Tal qual uma imagem num holograma Que flutua numa dimensão inalcançável, quase possível É possível tocar, mas não se sente o tato É possível beijar, mas não se sente o gosto É possível ouvir, mas não se escuta o coração É possível cheirar, mas não existe perfume É possível ver, mas não se enxerga futuro.

  • poesias

    Perdas e Ganhos

    A vida é assim, para mim Todos os dias nascemos e no final dele, morremos Faço aniversário todos os dias do ano Dou-me de presente, todas as manhãs, um novo dia Ontem, foi um dia triste, mas hoje eu acordei feliz. Sempre acordo contente, mas os dias não são iguais O sucesso de hoje não nos garante o amanhã Nem a vitória ou o fracasso são para sempre Viver é presente, lembrar é passado, sonhar é futuro Meu bolso vazio me diz que estou duro. Meu coração mole releva sua agressão Permito-me pensar em novos horizontes Enquanto vejo você se afastar de mim Decerto o tempo é cruel e insensato…

  • poesias

    Pegadas

    Sim, eu voltei pelos caminhos que fiz Revi por onde andei minhas pegadas apagadas Pelo tempo, por um tempo, compreendi Que não posso refazer os caminhos Senão apago meus acertos, foram poucos, mas intensos e sem eles, penso Que não seria eu e nem você me diria Que mesmo errando tanto e tentando Sou feliz por fazer alguém feliz Por não se sentir tão só, quando lê O que eu escrevo, por amor. Porque me vejo no espelho, inteiro Jamais um reflexo inacabado de um ser perfeito Porque é só desse jeito eu sei viver.