• Reflexões

    Pai, tô com fome!

    Ricardinho não agüentou o cheiro bom do pão e falou: – Pai, tô com fome! O pai, Agenor, sem ter um tostão no bolso, caminhando desde muito cedo em busca de um trabalho, olha com os olhos marejados para o filho e pede mais um pouco de paciência… – Mas pai, desde ontem não comemos nada, eu tô com muita fome, pai! Envergonhado, triste e humilhado em seu coração de pai, Agenor pede para o filho aguardar na calçada enquanto entra na padaria a sua frente. Ao entrar dirige-se a um homem no balcão: – Meu senhor, me desculpe incomodá-lo. Estou com meu filho de apenas 6 anos à porta,…

  • Sem categoria

    Só mesmo uma mãe…

    Minha pequena e sincera homenagem a essa mulher tão especial em nossas vidas, nossa mãe, reproduzindo uma imagem marcante protagonizada pela costureira Maria Jerônima Campos, 36 anos à época, que não pensou duas vezes e se atirou num reservatório com 4 m de profundidade para salvar seu filho Gabriel, de apenas 7 anos de idade. Isso ocorreu no dia 22 de janeiro de 2007 na cidade de Franca, distante 400 km de São Paulo. Importante citar: ela tinha pavor à água, porque simplesmente não sabia nadar.

  • memes

    Seis? Coisas que você não sabe sobre mim…

    Os amigos….bem, sobre eles eu já escrevi num dos meus posts. Queria apenas acrescentar que os amigos tem o dom de nos surpreender, positivamente, claro! Mesmo quando são amigos virtuais, que pela bela definição da Lilian ganharam um sentido especial para mim, porque segundo ela “Não há o contato de mãos que se apertam, de olhos que se cruzam, de lábios que trocam palavras, mas há muito mais: As mãos teclam palavras que são geradas no coração. As palavras são lidas pelo amigo através da tela do monitor. O efeito das palavras atinge o coração do outro e assim, vice e versa. Está formada a relação de amizade, pois o sentimento que é sentido…

  • Sem categoria

    Caso Isabella (crônica)

    Culpados ou inocentados – vejam que não digo inocentes – há algumas horas do veredicto, o casal Nardoni carregará na alma a marca da culpa. Culpa de terem matado ou de terem deixado matar uma inocente, culpa de serem irresponsáveis  a ponto de serem pais de duas outras crianças inocentes, que ficarão sem os pais e por fim, culpa de, se inocentados forem, nunca mais poderem ser vistos como pessoas dignas, humanas e confiáveis. Para sempre culpados!

  • Sem categoria

    A família faliu? (crônica)

    Faz tempo. A família se reunia ao redor da mesa de jantar, o pai sempre sentava numa das cabeceiras e os filhos homens, claro, não podiam sentar sem camisa. A mãe servia os pratos dos menores, que aguardavam pacientes e ansiosos cada colher de feijão e arroz que caia no prato. Não se podia levantar da mesa sem pedir licença e lavar as mãos antes das refeições era regra e não exceção. Quando eu era um garoto, ouvia falar da palavra saudosismo e me soava estranho as histórias dos mais velhos. Eles falavam para mim de um tempo tão distante e de costumes tão arcaicos, que pareciam-me peças vivas saídas de um…

  • Sem categoria

    Os pais nunca morrem (crônica)

    Ele era simples, sempre direto. Tinha suas regras e nós a seguíamos, compulsoriamente. Era um homem de palavra e fazia questão de honrá-la. Era amigo dos amigos, mas ajudava quem não conhecia. Era racional com doses cavalares de sentimentalismo; era contraditório. Era exagerado, porque bebeu em demasia e fumou desregradamente. Abandonou ambos os vícios, mas morreu por causa deles. Hoje, faz 20 anos e hoje é 20 de março. Eu não pude receber de suas mãos meu diploma de administrador de empresas, mas ele me viu sendo o orador da turma de química, 10 anos antes de nos deixar. Só conheceu meu primogênito e não carregou meus outros quatro filhos. Deixou-me de presente o seu nome, seus valores…

  • poesias

    Sendo apenas pais e filhos

    Como é bom ter filhos. Como dá trabalho tê-los. Como é indescritível a sensação de ser pai ou mãe. Como eles crescem e se transformam em seres completamente diferente daquilo que planejamos. Como...., como..... Se ser mãe é padecer no paraíso, ser pai, então, é pra quem tem juízo! Aqueles que são pai e mãe, ao mesmo tempo, padecem, porque renunciam a muitos prazeres da vida e se desdobram em duas almas tão antagônicas e complementares, homem e mulher, que sequer sabem, ao final da jornada, se conseguiram ter sucesso ou fracasso no desempenho de ambos os papéis. Eu sei muito bem daquilo que estou falando por ser um pãe,…