trânsito

Cuidado!!! faixa de pedestres (crônica)

Imagine agora a seguinte cena: de um lado do “ringue” o campeão pesando 1 tonelada e do outro lado, o desafiante (coitado) pesando em média 70 kg ou 0,07 toneladas. Em quem você apostaria como vencedor dessa luta?

Por favor, pare, agora!

Parabéns! Você acertou! Saiba que todos os dias é você quem faz o papel de desafiante nessa luta desigual e injusta travada entre os motoristas mal-educados, e suas possantes máquinas mortíferas, contra o pobre coitado do pedestre que tenta desafiá-lo atravessando sobre a faixa de pedestre. Repito: sobre a faixa de pedestres!

Quem nunca se deparou no seu dia-a-dia com a seguinte cena: o semáforo, sinaleira, sinaleiro, sinal ou qualquer outro “raio” de nome que coloquem pelo Brasil afora, de repente, fecha e o cara ou a madame te olha com os olhos injetados de ódio, porque você reclamou dele(a) ter parado sobre a faixa? Normal, diria eu para os padrões do Brasil. Disso eu tenho inveja dos europeus. Já visitei alguns países como Portugal, Espanha, Itália, França e Irlanda e posso-lhes assegurar que a cena descrita acima não aconteceria. Talvez porque eles sejam, desde cedo, educados a respeitar os pedestres e as leis sejam feitas para serem cumpridas e aplicadas. Enquanto que no Brasil……..

Existem alguns lugares do nosso imenso país que fogem a regra, tais como Brasília e Florianópolis. Nesses lugares, me disseram, os motoristas param quando os pedestres demonstram a intenção de atravessar uma via pública. Basta para tanto se posicionar antes de uma faixa de pedestres, mesmo sem a existência de um semáforo. Parabéns a esses cidadãos. Oxalá sirva de exemplo para o restante do nosso povo brasileiro. Até lá, “sebo nas canelas” que o semáforo vai abrirrrrrrrrrrr!

Um comentário

  • Bárbara

    Então… o povo é e se comporta como a sua educação permte.
    Infelizmente ainda vivemos em um país onde as leis não são respeitadas, onde um processo civil leva no mínimo 5 (cinco) anos para ser finalizado. Com inúmeras instâncias para se recursar, etc…
    Onde há vários tipos de corrupção: com a polícia, com a polícia científica (existe?), com os professores, no trabalho, no transito, no…., na…
    Onde existe uma justiça rápida e efetiva, abrem-se processos por qualquer coisa, e por isto as leis são mais respeitadas.
    Quem matou PC Farias? Ainda dizem que foi sua namorada…
    Viajei para Campos do Jordão, onde a população em sua maioria é de classe A ou B, e quase fui atropelada por uma caminhonete importada, e isto atravessando na faixa.
    Resumindo, a educação não é só resultado da educação intelectual, mas também da moral, que só as famílias (bem estruturadas) podem dar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.