Sem categoria

Pais e Filhos

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=KjQ2k1hU5aQ&feature=related]

Estátuas e cofres
E paredes pintadas
Ninguém sabe
O que aconteceu…

Ela se jogou da janela
Do quinto andar
Nada é fácil de entender…

Dorme agora
Uuummhum!
É só o vento
Lá fora…

Quero colo!
Vou fugir de casa!
Posso dormir aqui com vocês
Estou com medo, tive um pesadelo
Só vou voltar depois das três…

Meu filho vai ter
Nome de santo
Uummhum!
Quero o nome mais bonito…

É preciso amar as pessoas
Como se não houvesse amanhã
Por que se você parar
Pra pensar
Na verdade não há…

Me diz, por que que o céu é azul
Explica a grande fúria do mundo
São meus filhos
Que tomam conta de mim…

Eu moro com a minha mãe
Mas meu pai vem me visitar
Eu moro na rua
Não tenho ninguém
Eu moro em qualquer lugar…

Já morei em tanta casa
Que nem me lembro mais
Eu moro com os meus pais
Huhuhuhu!…ouh! ouh!…

É preciso amar as pessoas
Como se não houvesse amanhã
Por que se você parar
Pra pensar
Na verdade não há…

Sou uma gota d’água
Sou um grão de areia
Você me diz que seus pais
Não entendem
Mas você não entende seus pais…

Você culpa seus pais por tudo
Isso é absurdo
São crianças como você
O que você vai ser
Quando você crescer?

4 Comentários

  • Juci Diass

    Quero colo!
    Vou fugir de casa!
    Posso dormir aqui com vocês
    Estou com medo, tive um pesadelo
    Só vou voltar depois das três…

    kkkkkkkkkkkkkk me indentifico muito com esta parte
    o mau de se morra sozinha são os pesadelos
    nunca tem quem te socorra kkkkkkkkkkk

    bah legião é tudo
    e mais um pouco
    muito bom tchê

    guri q coisa louca tu ta inspirado no legião oto curtindo
    bjim
    grande Herval

  • Fábio Siebra

    Meu amigo Herval,
    Legião sempre com músicas que sempre têm algo a dizer nas entrelinhas.
    O Renato Russo (o poeta do Rock) faz uma falta danada.
    Gosto de todas as músicas que marcaram várias gerações.
    Teatro dos Vampiros também têm uma letra incrível

    Sempre precisei
    De um pouco de atenção
    Acho que não sei quem sou
    Só sei do que não gosto…

    E nesses dias tão estranhos
    Fica a poeira
    Se escondendo pelos cantos
    Esse é o nosso mundo
    O que é demais
    Nunca é o bastante
    E a primeira vez
    É sempre a última chance
    Ninguém vê onde chegamos
    Os assassinos estão livres
    Nós não estamos…
    Um Abraço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.